Atraso

   O futuro dirá o quanto vai custar para a economia catarinense o atraso do projeto da Ferrovia Litorânea, entre o sul e o norte de SC. Foi feito em 2008 para ser entregue em 2011 e tudo empacou porque o traçado passa apelo Morro dos Cavalos, em Palhoça, onde há uma diminuta reserva indígena. Esta semana aconteceu mais uma rodada de negociações, inclusive com a participação do ministro Sérgio Moro, para tentar resolver o impasse com os índios, que em outubro de 1995 reivindicaram, em processo de demarcação, 121 hectares, mas mudaram de ideia em 2002: passaram a exigir 1.988.

Categorias:Sem categoria Marcadores:
  1. rudi
    11, outubro, 2019 em 07:43 | #1

    Coloque-se isso na conta dos nossos intelectualóides da UFSC.

  1. Nenhum trackback ainda.