Desalento

Não dá para imaginar um cidadão comum e decente se colocando no lugar de qualquer operador do Direito diante da decisão equivocada do Supremo Tribunal Federal em reverter a atual jurisprudência que autoriza o início da execução da pena após condenação em 2ª instância. É um evidente retrocesso, que só cria dificuldades para reprimir o crime, favorecer a prescrição dos mais graves e, acima de tudo, estabelecer um clima de impunidade e instabilidade jurídica. Mas os “supremos” não estão preocupados com isso.

 

Categorias:Sem categoria Marcadores:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.