À força

Pais que não vacinarem os filhos terão que se explicar à Justiça. Entre várias ações judiciais abertas no país recentemente está uma de SC, na qual a 7.ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça determinou que um casal de Rio do Sul atualizasse a carteira de vacinação dos três filhos. A ação foi ajuizada pelo Ministério Público. A família recorreu. Argumentava que os filhos poderiam ter alguma rejeição. Foi solicitada judicialmente uma consulta médica, que nada constatou e foi mantida a decisão de proceder a vacinação, sob pena de multa.

Categorias:Sem categoria Marcadores:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.