Argumento

O prefeito de Palhoça, Camilo Martins, que inicialmente havia concordado em transformar uma escola municipal no padrão cívico-militar proposto por Bolsonaro, agora quer voltar atrás.  Teria ouvido “especialistas” que o convenceram de que tais escolas valorizam a disciplina e assim “bitolam” os alunos.

 

Categorias:Sem categoria Marcadores:
  1. Herbert
    11, fevereiro, 2020 em 18:59 | #1

    É uma disciplina que beira o totalitarismo. Dia desses um aluno da dita escola à caminho e bem próximo de sua casa, foi parado por uma viatura da PM que, exigiu que a criança colocasse a camisa dentro da calça. Num calor daqueles de rachar. Provavelmente aquela viatura não tinha mais o que fazer. Todos bandidos e traficantes sumiram da cidade!!!!!

  1. Nenhum trackback ainda.