Página Inicial > Sem categoria > O arcebispo, reincidente

O arcebispo, reincidente

O arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, que é catarinense de Urubici, que na homilia de anteontem pronunciou a frase “Pátria amada não pode ser pátria armada”, protagonizou atitude parecida no mesmo dia e local em 2019, quando afirmou que a direita é “violenta e injusta” mas, preocupado com a imensa repercussão, tentou uma conciliação, noutro discurso, no mesmo local, à tarde, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, afirmando que também a “esquerda é violenta e injusta”. Mas o estrago já estava feito.

Categorias:Sem categoria Marcadores:
  1. rudi
    14, outubro, 2021 em 07:23 | #1

    A Igreja Católica precisa tomar consciência que, como ente internacional dirigido diretamente do Estado do Vaticano, deve se abster de tomar partido entre as correntes políticas dos países soberanos nos quais está instalada. Se é uma organização religiosa e benemérita, que se concentre neste papel, que tem relegado a um segundo plano.
    Interferências religiosas, ao longo da história mundial e do Brasil, sempre se revelaram danosas.

  1. Nenhum trackback ainda.