Página Inicial > Sem categoria > Conta e desafio

Conta e desafio

No final da votação em que o governador Carlos Moisés teve que ceder na questão da redução do duodécimo, o deputado governista Coronel Mocellin (PSL) fez rapidamente uma conta: de tudo o que o governo arrecada, 25% vai para os municípios, 25% para educação, 15% para a saúde, 1% para as emendas impositivas e 22% para duodécimo dos outros poderes. Sobra para o governo 12% para pagar a folha, tentar quitar R$ 4,2 bilhões de dívidas, outros R$ 3,7 bilhões de déficit da Previdência e o salário dos aposentados. Todo mês falta no caixa entre R$ 150 a R$ 200 milhões. E lançou um desafio: quer ver a cara de colegas, logo ali à frente, pedindo mais dinheiro para a saúde, educação, etc.

Categorias:Sem categoria Marcadores:
  1. Paulo Ricardo Cassol
    13, junho, 2019 em 13:36 | #1

    Se eu gasto mais que arrecado, roubo do vizinho e se ele não quer ser roubado, eu “abro mão”

  1. Nenhum trackback ainda.